Barrado para doping, Aloísio chega com 24 horas de atraso

A viagem de volta do México terminou apenas na tarde desta sexta-feira para o atacante Aloísio. Isso mesmo. Enquanto os demais jogadores do São Paulo treinavam nesta sexta-feira, no CCT da Barra Funda, para o jogo de domingo contra o São Caetano, no ABC, pelo Campeonato Paulista, o jogador pensava apenas em chegar ao Brasil.Aloísio acabou ficando na cidade de Aguascalientes depois de ter sido um dos escolhidos para realizar o exame antidoping após a derrota para o Necaxa, na quarta-feira pela Libertadores. Mas como havia urinado no intervalo do jogo, teve de esperar bastante após o apito final para voltar a fazer xixi. Resultado: perdeu o avião de volta para o País e ficou acompanhado pelo médico José Sanches.A previsão era de que ele desembarcaria na noite de quinta-feira, porém o vôo de Aguascalientes para a Cidade do México atrasou seis horas e a dupla acabou perdendo a conexão. Só na tarde desta sexta, finalmente, Aloísio e José Sanches chegaram. O atacante sequer passou pelo CCT da Barra Funda. Por conta do desgaste, ele deverá ficar apenas no banco de reservas no jogo contra o São Caetano.?Ele deu muito azar. Está arrebentado por causa da viagem e precisamos de calma para avaliá-lo. De qualquer maneira, ele será relacionado?, disse o treinador da equipe do Morumbi, Muricy Ramalho.Vários desfalquesFaltam jogadores para a partida em São Caetano do Sul. Com quase um time de desfalques - oito atletas estão sem condições de jogo -, Muricy Ramalho terá que convocar o jovem lateral-direito Jackson, do time de juniores, para completar os 18 jogadores do grupo. ?Com esse acúmulo de campeonatos, perdi jogadores importantes, o que ia acontecer uma hora ou outra. Agora é montar um bom time para enfrentar o São Caetano. Que esteja, principalmente, descansado?, afirmou Muricy.Com Amanda Romanelli

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.