Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Lucas Uebel|Grêmio FBPA
Lucas Uebel|Grêmio FBPA

Barrios brilha com três gols em jogo-treino dos reservas do Grêmio

Tricolor faz 8 a 0 em teste após vitória na Libertadores

Estadão Conteúdo

12 de abril de 2017 | 20h10

Um dias após superar o Deportes Iquique pela Copa Libertadores, o Grêmio voltou aos treinamentos, nesta quarta-feira, em preparação para o primeiro jogo da semifinal do Campeonato Gaúcho contra o Novo Hamburgo, no próximo domingo, às 16 horas, na Arena Grêmio, em Porto Alegre.

O técnico Renato Gaúcho comandou um jogo-treino no CT Luiz Carvalho contra o Sindicato dos Atletas Profissionais do Rio Grande do Sul. Os jogadores que participaram da vitória sobre o time chileno, em casa, ficaram no vestiário para atividades físicas e regenerativas.

O destaque do treinamento foi o atacante Lucas Barrios, que marcou - no primeiro tempo - três dois cinco gols do time. Fernandinho e Éverton fizeram os outros dois. Na segunda etapa do treino, com um time mesclado com jogadores do Grupo de Transição, que disputa a segunda divisão do Estadual, surgiram mais três gols. No fim, os gremistas venceram o teste por 8 a 0.

O zagueiro Pedro Geromel, que não enfrentou o Deportes Iquique, ainda será avaliado até o fim da semana para saber se terá condições de entrar em campo contra o Novo Hamburgo. Nesta quinta-feira, o grupo gremista volta aos treinamentos a partir das 15h30. Na sexta, o elenco faz atividades no período da tarde e, depois, inicia a concentração para o jogo contra o Novo Hamburgo.

O lateral-esquerdo Marcelo Oliveira criticou a postura do Grêmio que permitiu a reação dos chilenos do Deportes Iquique no segundo tempo da partida desta terça-feira, em Porto Alegre, válida pela segunda rodada do Grupo 8 da Libertadores. O time gremista abriu 3 a 0, levou dois gols na segunda etapa e chegou a ser envolvido pelo adversário. Marcelo Oliveira entende que é preciso tirar uma lição do jogo, apesar da vitória.

"A gente cobra muito de jogar junto, nosso time é muito forte quando todos estão bem. Não temos um jogador que vai resolver sozinho. Temos que estar juntos, e para marcar tem que ser desde lá da frente. Faz com que cresça muito. Foi o que trabalhamos nos últimos dias e conseguimos colocar em prática, que é o mais importante", lamentou o lateral.

Tudo o que sabemos sobre:
GrêmiofutebolGrêmio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.