Agustin Marcarían/AP
Agustin Marcarían/AP

Barrios pede para Palmeiras acreditar: 'Não estamos mortos'

Após empate na Libertadores, atacante ressalta chance de vaga

O Estado de S. Paulo

07 de abril de 2016 | 00h07

O atacante paraguaio Lucas Barrios, do Palmeiras, disse nesta quarta-feira que a equipe não pode deixar de acreditar na chance de classificação às oitavas de final da Copa Libertadores. O time empatou com o Rosario Central, na Argentina, em 3 a 3 e agora depende de uma combinação resultados na última rodada para continuar na disputa da competição.

"Ainda não estamos mortos. Temos mais um jogo em casa diante de nossa torcida, depois vamos ver o que acontece no outro jogo", comentou. A equipe paulista vai precisar ganhar em casa do River Plate, do Uruguai, e torcer para que não termine em empate o encontro entre Nacional e o Rosário Central, em Montevidéu. Caso o placar desse jogo seja igual, o Palmeiras estará eliminado.

Barrios disse não acreditar em um possível resultado combinado entre os times para que prejudique o Palmeiras. "No futebol tudo pode acontecer. O Nacional vai querer ganhar o jogo. Não podemos especular, até porque os dois vão tentar vencer", disse o jogador, que marcou o último gol da partida disputada no estádio Gigante de Arroyito.

Para o paraguaio, o Palmeiras tem a lamentar o vacilo de ter deixado a vantagem no placar escapar duas vezes. "Poderíamos ter vencido. No segundo tempo, quando estava 2 a 1, tivemos a chance de fazer o terceiro. Ainda trabalhamos muito para chegar a empatar o jogo em 3 a 2", comentou.

O Palmeiras volta a campo pela Libertadores na próxima quinta-feira, no Allianz Parque. Antes disso, no fim de semana o time tem compromisso pelo Campeonato Paulista. No domingo a equipe do técnico Cuca enfrenta o Mogi Mirim, fora de casa, para confirmar vaga nas quartas de final do Estadual.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.