Basílio é o destaque do Ituano

O Ituano não está brigando pelo título do Paulistão 2002 por acaso. Individualmente o seu time é mesmo um dos melhores da competição, destacando a experiência e capacidade técnica do meia-atacante Basílio, ex-Palmeiras, que desequilibrou os últimos e decisivos jogos. Aos 29 anos, ele deve conquistar seu primeiro título paulista e num clube que há alguns meses ele não imaginava. "Aceitei a proposta de vir para o Ituano porque a diretoria me falou que o time iria mesmo brigar para ser campeão. Agora estamos bem perto disso", comentou, nesta sexta-feira pela manhã, logo após o treino técnico-tático comandado por Ademir Fonseca no gramado do estádio Novelli Junior, palco da decisão. Ele fez um acordo para defender o clube durante apenas 75 dias, por R$ 80 mil. Já marcou cinco gols e puxou para si a responsabilidade de criar as melhores jogadas ofensivas do time. Outro jogador experiente que estará em campo será o meia Ranielli, que já defendeu mais de uma dezena de clubes pelo Brasil. "Ser campeão é gratificante em qualquer lugar", ressaltou. Mas o Ituano também revelou vários jogadores, como o goleiro André Luis, ex-Atlético-PR, o zagueiro Vinicius, ex-São Caetano, o lateral-esquerdo Lúcio, o volante Pierre e o meia Elson. "Nosso time é jovem, mas competente", vangloria-se o empresário Oliveira Junior. "Mas quero dar este título de presente à cidade." A comissão técnica tenta conter o otimismo dos jogadores, mas a situação é tão confortável que até a pacata cidade, distante 102 kms da capital, está em clima contagiante. A diretoria espera perto de 10 mil torcedores rubronegros no estádio, mas assegura que não existe nenhuma festa preparada. Famoso por divulgar objetos e obras em tamanho gigante, Itu espera ter, a partir deste sábado, um clube entre os grandes nomes do futebol paulista. Somente dois clubes interioranos já conseguiram esta façanha: Internacional (1986) e Bragantino (1990).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.