Basquete: Barbosa acredita em medalha

O técnico da seleção brasileira feminina de basquete, Antonio Carlos Barbosa, não escondeu hoje seu otimismo e confiança em um bom desempenho da equipe nos Jogos Olímpicos de Atenas, ao informar a programação prevista para o grupo até o início da competição grega. O treinador convocará as jogadoras no dia 11 e a sua expectativa é a de que no dia 31, data da apresentação em São Paulo, todo elenco esteja reunido, exceção para as atletas que estejam participando do Campeonato Paulista. "Temos condições de buscarmos uma medalha. A equipe é forte", afirmou o técnico da seleção. "Conseguimos mesclar um time com gerações de atletas maduras, medianas e jovens. Essa é a nossa força." De acordo com Barbosa, sua principal preocupação durante os 15 primeiros dias de treinamentos será a de aprimorar e nivelar a forma física das atletas, para posteriormente iniciar o trabalho tático. Em São Paulo, o time ficará até o dia 30, quando se deslocará para o Rio de Janeiro. "No Rio vamos fazer uma série de amistosos contra Cuba e esses jogos vão nos permitir apurar a parte tática. E vai ser muito bom, porque ainda teremos tempo de arrumarmos alguma coisa que não estiver bem", destacou o técnico da seleção. O time ficará treinando na capital carioca até o dia 29 de julho, quando embarcará para Atenas. O técnico da seleção ainda afirmou que, a princípio, não terá problemas para reunir todo o grupo e poderá já estar com as atletas que atuam por times estrangeiros, no dia 31. Revelou que todas as jogadoras já estão negociando sua apresentação com o presidente da Confederação Brasileira de Basquete (CBB), Gerasime Nicolas Bozikis, o Grego. "Pelo o que me foi relatado, não teremos problemas. Tanto a Janeth quanto a Hellen, por exemplo, não deverão ter problemas para se apresentarem. Somente não estarão conosco no dia 31 as meninas que estiverem no Campeonato Paulista", destacou Barbosa. Antes de estrear nos Jogos, no dia 14 de agosto, contra o Japão, a seleção participará de um torneio na Ilha de Creta, entre os dias 31 de julho e 8 de agosto. Terá por adversários: Grêcia, Rússia, Austrália, China e Nigéria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.