Douglas Magno|AFP
Douglas Magno|AFP

Bauza promete vinda de jogador brasileiro que está no exterior

Clube deve contar com reforço para a semifinal da Libertadores

O Estado de S. Paulo

21 de maio de 2016 | 07h00

O técnico do São Paulo, Edgardo Bauza, contou nesta sexta-feira que o clube vai tentar trazer reforços para a disputa da semifinal da Copa Libertadores, em julho. O argentino disse que a diretoria negocia a contratação de um jogador brasileiro que atua no exterior para que possa disputar o confronto com o Atlético Nacional, da Colômbia.

"Para a semifinal, queremos repatriar algum jogador brasileiro importante, mas não posso falar o nome", disse o técnico em entrevista para a rádio La Red. "Muitos falaram que estávamos fora, que Corinthians e Palmeiras eram rivais de mais qualidade e agora nós estamos na semifinal. Estou muito contente pela evolução da equipe nos quatro meses em que estamos trabalhando", comentou.

O treinador bicampeão da Copa Libertadores elogiou a equipe colombiana, dona da melhor campanha da competição, e que nas quartas de final eliminou o Rosário Central, clube onde Bauza começou a carreira. O jogo teve uma briga no fim, com invasão de campo da torcida e confusões com gandulas. "Vamos ver agora o que vai acontecer com o estádio, já que todos viram o que se passou no final da partida. Por muito menos, o San Lorenzo já teve o estádio interditado pela Conmebol em jogos da Libertadores", comentou.

Bauza afirmou que a preferência dele é por ter o Boca Juniors como adversário em uma possível decisão. "Boca estava praticamente nocauteado duas vezes e conseguiu reagir, a força que eles têm em casa é algo impressionante. Tomara que possamos nos enfrentar na final, são duas camisas muito pesadas do futebol sul-americano", comentou. O clube argentino aguarda o vencedor do confronto entre Independiente del Valle, do Equador, e Pumas, do México.

REFORÇO

Anunciado pelo São Paulo nesta sexta-feira, o atacante Ytalo, ex-Osasco Audax, disse viver o auge. "Chegar ao São Paulo é a melhor etapa da minha carreira. Estou muito feliz e motivado com esta oportunidade. Quando fiquei sabendo do interesse do clube, mesmo com outras propostas, não pensei duas vezes antes de assinar", afirmou em entrevista ao site oficial do clube.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.