Nilton Fukuda|Estadão
Nilton Fukuda|Estadão

Bauza afirma ter recusado proposta da seleção paraguaia

Treinador pretende cumprir contrato com o São Paulo

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

15 de junho de 2016 | 22h51

O técnico Edgardo Bauza, do São Paulo, disse nesta quarta-feira ter recebido um contato para dirigir a seleção do Paraguai. O argentino afirmou em entrevista coletiva no estádio do Morumbi após bater o Vitória por 2 a 0, pelo Campeonato Brasileiro, que soube pelo empresário da oportunidade em dirigir a equipe, mas recusou por priorizar o trabalho no clube paulista.

"Meu empresário recebeu um contato e me chamou para conversar. Não é a primeira vez que o Paraguai me procura. Tenho contrato com o São Paulo e não vou tomar nenhuma decisão até lá", afirmou o treinador. O vínculo de Edgardo Bauza com o São Paulo vai até o fim desta temporada e o treinador, contratado em dezembro do ano passado, já adiantou a vontade em prolongar a permanência no clube, onde tem 37 partidas, com 15 vitórias, nove empates e 12 derrotas.

O Paraguai demitiu recentemente o argentino Ramón Díaz após a eliminação na primeira fase da Copa América Centenário. Segundo o jornal La Nación, a associação de futebol do país sonda como substitutos, além de Edgardo Bauza, o também argentino Matias Almeyda, do Chivas Guadalajara (México), e o paraguaio José Cardozo, que acaba de sair do Toluca. "Sempre procurei respeitar os meus contratos", afirmou Bauza.

O técnico do São Paulo elogiou a escolha da CBF por Tite como novo técnico da seleção brasileira. Para Edgardo Bauza, o ex-corintiano era o mais indicado para o cargo. "Ele me parece a melhor opção pela sua trajetória, experiência e conhecimento. Também há técnicos de qualidade, mas ele merece por tudo o que tem feito. Foi uma ótima escolha", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.