JF Diório/Estadão
JF Diório/Estadão

Bauza escala São Paulo e admite campanha surpreendente

Michel Bastos ganha a vaga de Wesley no meio-campo

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

17 de maio de 2016 | 15h19

O São Paulo desembarcou com atraso em Belo Horizonte nesta terça-feira para o jogo contra o Atlético Mineiro, na quarta-feira, válido pelas quartas de final da Copa Libertadores. O time demorou uma hora a mais do que o previsto para deixar o Aeroporto de Congonhas. Na chegada ao hotel em que o time vai se concentrar na capital mineira, o técnico Edgardo Bauza concedeu rápida entrevista e confirmou a escalação.

"Ainda temos um treino para fazer. Mas devemos manter a equipe que trabalhou na segunda-feira", disse o argentino. A escalação deve ter: Denis; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Hudson, Thiago Mendes; Kelvin, Paulo Henrique Ganso e Michel Bastos; Calleri. A única mudança em comparação ao time que bateu o Atlético-MG por 1 a 0 no Morumbi é o retorno de Michel Bastos na vaga de Wesley.

Na chegada ao hotel, Bauza afirmou que a possibilidade de jogar por um empate para chegar às semifinais da Libertadores mostra a superação do São Paulo. "Muitos não acreditavam que nosso time estaria entre os oito melhores da América. Agora vamos deixar tudo em campo para que possamos ficar entre os quatro", afirmou o argentino.

A equipe chegou ao hotel por volta das 14h30. Os jogadores iam almoçar e às 18h30 deixam o local rumo ao último treino, que será no Independência. A atividade será fechada durante uma hora.

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.