Rubens Chirir/Divulgação
Rubens Chirir/Divulgação

Bauza vê São Paulo forte após eliminação na Libertadores

Técnico desabafa: 'Ficamos entre os quatro melhores do continente'

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

17 de julho de 2016 | 20h21

A postura do time do São Paulo no empate por 1 a 1 com o Corinthians surpreendeu muita gente, mas não o técnico Edgardo Bauza, que após a partida deste domingo, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, afirmou que teve uma conversa com os jogadores para evitar uma natural desmotivação após o time ter sido eliminado nas semifinais da Copa Libertadores.

"Fomos a melhor equipe brasileira na Libertadores e ficamos entre os quatro melhores do continente. Pensem o que quiser, gostem ou não, mas é o fato. E, se o árbitro tivesse sido justo, não sei o que teria acontecido em Medellín. Temos a obrigação ao vestir a camisa do São Paulo, que tem uma história pesada e rica. E quem não se alinhar nisso, sabe que vai sair da equipe", avisou.

Com a confirmação da ida de Paulo Henrique Ganso para o Sevilla, Bauza reforçou a necessidade da chegada de reforços e disse esperar por novidades nos próximos dias. "Tenho falado com a diretoria para chegar mais dois ou três jogadores, sendo um deles, centroavante já que o Calleri se foi. Estamos buscando um ou dois mais na parte ofensiva".

Os jogadores do São Paulo adotaram discurso parecido e bateram na tecla de que o resultado mais justo seria a vitória. "Acredito que tivemos as melhores chances. Tirando a cabeçada do Romero, eles não fizeram quase nada. A gente fez uma grande partida", resumiu Rodrigo Caio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.