Rubens Chiri|Divulgação
Rubens Chiri|Divulgação

Bauza deve manter time para estreia do São Paulo no Paulista

Argentino repetiu formação que trabalhou na pré-temporada

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

28 Janeiro 2016 | 12h01

No último treino aberto aos jornalistas antes da estreia no Campeonato Paulista, o São Paulo mostrou que não deve ter surpresas na escalação para enfrentar o Red Bull Brasil, no sábado, em Campinas. O técnico Edgardo Bauza comandou atividade tática no CT da Barra Funda apenas com os titulares, voltou a insistir na necessidade de compactação das linhas e focou no cuidado nas jogadas aéreas.

Na sexta-feira, véspera da estreia, o treinador argentino vai fazer um trabalho sem a presença dos jornalistas, já dedicado ao adversário da partida no estádio Moisés Lucarelli. A formação deve ser a mesma também para quarta-feira, quando o São Paulo vai a Trujillo, no norte do Peru, para enfrentar o Cesar Vallejo, pelo confronto de ida da primeira fase da Copa Libertadores.

No trabalho desta quinta-feira, Bauza iniciou a atividade tática apenas com a presença dos titulares. Orientou posicionamento, testou a colocação dos jogadores no campo de acordo com a movimentação da bola e cobrou compactação. Aos poucos, o técnico colocou adversários em ação para testar as tabelas e a saída da marcação adversária. A equipe teve: Dênis; Bruno, Breno, Rodrigo Caio e Mena; Thiago Mendes e Hudson; Michel Bastos, Paulo Henrique Ganso e Centurión; Alan Kardec.

O recém-contratado Jonathan Calleri fez trabalhos físicos no CT e correu pelo gramado. O atacante, ex-Boca Juniors, espera a chegada de documentos do Uruguai, onde está registrado no Deportivo Maldonado, para ter a contratação oficializada pelo clube. Indicado por Bauza, o jogador deve se tornar titular da equipe, apesar de assinar um vínculo apenas até junho.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo FCFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.