Rubens Chiri/ São Paulo FC
Rubens Chiri/ São Paulo FC

Bauza se incomoda com perguntas sobre ida para Argentina: 'Dirigentes decidirão'

Treinador diz que, por enquanto, o foco dele está no São Paulo

Estadão Conteúdo

25 de julho de 2016 | 07h00

O técnico argentino Edgardo Bauza ficou incomodado neste domingo com as insistentes perguntas dos jornalistas sobre seu futuro no São Paulo. Na última sexta-feira, o treinador esteve na Argentina para conversar com dirigentes da Associação de Futebol Argentino (AFA) sobre a possibilidade de assumir a seleção do país.

Desde então, Edgardo Bauza não falou mais sobre o assunto. Na entrevista coletiva após a derrota do time tricolor para o Grêmio por 1 a 0, em Porto Alegre, o técnico ficou incomodado depois que perguntaram pela segunda vez sobre uma eventual saída.

"Não vou falar sobre isso. Foi uma viagem a título informativo dos dirigentes e nada mais. Os dirigentes escolherão o novo técnico", disse inicialmente. E emendou na sequência quando foi novamente questionado. "É a última vez que respondo a essa pergunta. Os dirigentes da AFA queriam conversar comigo. Falamos sobre futebol e nada mais. Não tenho ideia se vão definir rapidamente. Não é um problema meu", completou o técnico.

Sobre a derrota para o Grêmio em Porto Alegre, o treinador deu os méritos da vitória ao adversário. "Não conseguimos nos comportar bem, conseguimos nos defender bem até levar o gol. Mas Ofensivamente produzimos pouco, muitos jogadores estiveram abaixo do normal. Quando isso acontece, é difícil conseguir o resultado", destacou.

Depois de perder o meia Paulo Henrique Ganso e os atacantes Alan Kardec, Calleri e Rogério, o treinador pediu reforços à diretoria. "Foram-se quatro jogadores da parte ofensiva. O Ytalo teve uma lesão de cruzado e ficará parado por seis meses. Estamos falando com a diretoria para tentar conseguir mais dois ou três atacantes", finalizou.

Mesmo com a derrota, o São Paulo permaneceu na nona colocação, com 22 pontos. O problema é que a distância para o G4 aumentou para sete pontos - o Santos é o quarto colocado. Na próxima rodada, o time tricolor buscará a reação contra a Chapecoense, no domingo, às 11 horas, no estádio do Morumbi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.