Bayern aliviado por não ter pênaltis

Além da alegria pelo título mundial interclubes, conquistado nesta terça-feira, em Tóquio, o Bayern de Munique ficou aliviado por ter decidido o jogo contra o Boca Juniors na prorrogação, sem necessidade dos pênaltis. ?Estou feliz por não ter havido definição nos pênaltis?, comemorou o técnico da equipe alemã, Ottmar Hitzfeld, traumatizado após ganhar a última Liga dos Campeões da Europa na dramática decisão por penalidades máximas, contra o Valencia.A decisão da Copa Toyota foi muito equilibrada. Tanto que houve empate por 0 a 0 no tempo regulamentar e o gol da vitória do Bayern saiu apenas aos 4 minutos do segundo tempo da prorrogação, quando Kuffour fez 1 a 0. Mesmo assim, Hitzfeld entende que sua equipe foi superior ao Boca e levou mais perigo ao gol adversário, principalmente nos lances de bola parada. ?Os argentinos não são muito bons nas jogadas aéreas?, avaliou o treinador.O herói do jogo, o zagueiro Kuffour, dedicou seu gol à família. ?Estou feliz por termos ganhado e que eu tenha feito o gol para meu bebê Godeva e minha mulher Franziska?, comemorou o jogador ganês do Bayern de Munique, que foi eleito o melhor em campo na final da Copa Toyota - por conta disso, recebeu um carro de presente. ?Tenho um igual a esse em Gana. Dirijo ele quando vou à casa da minha mãe?, contou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.