Arquivo/AE
Arquivo/AE

Bayern ameaça levar Real à Fifa por assédio a Ribery

Dirigente alemão não gosta das sondagens dos madrilenhos; 'Isso me parece uma falta de respeito'

AE-AP, Agencia Estado

17 de julho de 2009 | 11h22

O assédio do Real Madrid sobre o meia Franck Ribery já incomoda o Bayern de Munique, clube defendido pelo francês. Nesta sexta-feira, Uli Hoeness, diretor da equipe alemã, ameaçou levar os espanhóis à Fifa, caso persistam as investidas sobre o jogador.

Veja também:

especial Mercado: as transferências dos times

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Todo mundo fica falando sobre a transferência de Ribery. Sempre que surge o assunto, Zidane fala algum ''blá blá blá''. Isso me parece uma falta de respeito com nosso clube. Vou ser bem claro: vou denunciá-los à Fifa se as coisas continuarem assim. Essa não é a maneira correta de se trabalhar", disse o dirigente ao diário espanhol AS.

Hoeness afirmou que Ribery não está à venda, e que por isso não se preocupa com os boatos. Para o dirigente, o que incomoda é o jeito como o Real tem se posicionado sobre a questão.

No ano passado, o Manchester United já levou o Real Madrid à Fifa pelo assédio ao meia-atacante português Cristiano Ronaldo. O clube inglês não teve sucesso em sua queixa. E, pouco menos de um ano depois, o Real Madrid acabou contratando de fato o jogador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.