Lisi Niesner/Reuters
Lisi Niesner/Reuters

Bayern anuncia que Lewandowski e Coman não serão punidos por briga em treino

Clube ameniza desentendimento entre os jogadores e técnico explica que desavença foi superada

Redação, Estadão Conteúdo

12 de abril de 2019 | 12h38

Na luta por mais um título do Campeonato Alemão e nas semifinais da Copa da Alemanha, o clima não anda nada bom no Bayern de Munique. O clube confirmou nesta sexta-feira que o centroavante polonês Robert Lewandowski e o meia francês Kingsley Coman brigaram durante o treinamento do dia anterior, já como preparação para a partida contra o Fortuna Dusseldorf, neste domingo, fora de casa, pela 29.ª rodada do torneio nacional. Mas ambos não serão punidos pelo incidente ocorrido.

A diretoria do clube alemão esperou 24 horas para se pronunciar e comunicar a decisão de não punir os jogadores pelo entrevero, que necessitou da intervenção do time todo para conter a troca de socos e ofensas entre Lewandowski e Coman. Quem confirmou a briga foi o próprio técnico Niko Kovac.

"Houve uma briga entre os dois jogadores. Então conversamos nós três. Ambos se desculparam, então não há multas ou penalidade. O tema foi colocado como ata. Há emoções no treinamento e você também pode transformá-lo positivamente: nós estamos vivos", disse o treinador em entrevista coletiva nesta sexta-feira, em Munique.

De acordo com a imprensa alemã, os zagueiros Niklas Süle e Jerome Boateng foram os jogadores que tentaram separar os brigões, sem sucesso, dada a intensidade da briga, ocasionada por críticas de Lewandowski às jogadas erradas de Coman. Após uma conversa com Niko Kovac, a atividade continuou normalmente, inclusive com o francês e o polonês em campo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.