Michael Dalder/Reuters
Michael Dalder/Reuters

Bayern atropela, faz sete no Shakhtar Donetsk e vai às quartas

Alemães aplicam goleada impiedosa em casa após empate na ida

Estadão Conteúdo

11 Março 2015 | 18h45

Se Real Madrid e Chelsea sofreram para avançar às quartas de final da Liga dos Campeões, outro dos principais favoritos, o Bayern de Munique, passeou. Nesta quarta-feira, a equipe alemã atropelou o Shakhtar Donetsk, goleou por 7 a 0 na Allianz Arena, e carimbou o seu passaporte para a próxima fase.

Esta foi a segunda vez que os alemães fizeram sete gols em uma única partida da Liga dos Campeões desta temporada, repetindo os 7 a 1 da partida contra o Roma, pela fase de grupos. Coincidentemente, sete jogadores brasileiros jogaram pelo time ucraniano, que levou sete da equipe que forma a base da seleção alemã.

Depois de um empate sem gols no jogo de ida, na Ucrânia, o Bayern foi beneficiado, nesta quarta-feira, por um pênalti logo aos 2 minutos. Kucher foi expulso e Müller cobrou no canto para fazer 1 a 0. Mal a partida havia começado e o time da casa já estava na frente do placar e com um homem a mais.


Todo o planejamento do técnico Mircea Lucescu foi para o ar e Taison precisou sair para a entrada de um zagueiro. O jogo virou um baile para o Bayern, que trocava a bola com facilidade e chegava como queria ao ataque.

O primeiro tempo só não acabou em golada porque o Bayern falhou muito na cara do gol. Tanto que só conseguiu marcar mais uma vez, com Jérôme Boateng, após rebote em chute de Lewandowski. O polonês já havia acertado a trave em outro lance.

Os gols que faltaram antes do intervalo saíram logo no início do segundo tempo. Ribéry fez o terceiro, após tabela com Alaba. No minuto seguinte, aos 4, Thomas Müller aproveitou bola escorada por Lewandowski para fazer o quarto.

De cabeça, após cruzamento de Rafinha, Badstuber fez o quinto. No sexto, Schweinsteiger tocou para Lewandowski fazer. Götze, o herói do título alemão na Copa do Mundo, fechou a conta, já aos 43. Assim, Boateng, Ribéry, Badstuber, Lewandowski e Götze fizeram um gol cada. Müller marcou dois.

As estatísticas mostram o tamanho do domínio do Bayern na partida. Os alemães acertaram 13 chutes a gol, em 25 tentativas. O Shakhtar tentou quatro vezes, exigindo apenas uma defesa de Neuer. O Bayern trocou 587 passes, com aproveitamento de 93%. Os ucranianos não chegaram a um quarto disso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.