Bayern bate Chelsea nos pênaltis e conquista Supercopa da Europa

Troféu é o primeiro de Pepe Guardiola no comando do time alemão

AE, Agência Estado

30 de agosto de 2013 | 18h44

PRAGA - O

Ribery infernizava a defesa do Chelsea, que não encontrava resposta para parar o francês. Desta forma, ele criou mais duas oportunidades antes dos 15 minutos. Na primeira, fez cruzamento que passou por toda a área. Depois, achou Robben no meio da área e o holandês isolou.

A resposta do Chelsea veio aos 18 minutos. Dante bobeou e escorregou na frente de Schürrle, que aproveitou e rolou para Oscar. Sozinho, o brasileiro pareceu se assustar com a oportunidade, demorou para bater e acabou dando tempo para que Neuer saísse fechando o ângulo. Logo depois, foi a vez de Hazard bater fraco e facilitar a vida do goleiro.

O cenário da partida se inverteu. Neste momento era o Chelsea que sufocava o Bayern e o time inglês voltaria a levar perigo aos 32 minutos. Após escanteio da direita e desvio na primeira trave, Ivanovic cabeceou e acertou o travessão. Aos 39, Lampard bateu falta para a área a David Luiz finalizou firme. Neuer salvou novamente.

Mas logo no minuto seguinte, Ramires deu entrada dura em Götze e foi expulso, complicando a vida do Chelsea. Com um a menos, a lógica era a equipe inglesa se retrair, mas foi ela que marcou logo no início da prorrogação. Aos 2 minutos, Hazard recebeu pela esquerda, cortou dois marcadores e contou com a falha do até então impecável Neuer para fazer o segundo.

Com a desvantagem e um jogador a mais, o Bayern foi com tudo para cima no segundo tempo e aí Petr Cech virou herói. Em dois lances consecutivos, o goleiro fez defesas em incríveis. Primeiro após finalização de Mandzukic; depois, após desvio à queima-roupa de Javi Martínez.

Cech ainda faria mais uma incrível defesa aos 12 minutos, em cobrança de falta quase perfeita de Ribery, mas tudo mudaria nos acréscimos. Após cruzamento da esquerda e confusão na área, Javi Martínez bateu na saída do goleiro e marcou o gol que levou a decisão para os pênaltis.

Os jogadores foram acertando as cobranças uma a uma, sem chance para os goleiros. Alaba, Toni Kroos, Lahm, Ribery e Shaqiri fizeram para o Bayern, mas David Luiz, Oscar, Lampard e Ashley Cole responderam para o Chelsea. Na última penalidade, no entanto, Lukaku bateu mal, Neuer defendeu e garantiu o título aos alemães.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.