Bayern comemora redução da pena do meia Van Bommel

O Bayern de Munique ficou aliviado nesta quarta-feira com a redução da pena do meia holandês Mark Van Bommel que perderá apenas a partida de ida contra o Milan e estará à disposição do treinador Ottmar Hitzfeld para a de volta, em casa, na Allianz Arena."É um alívio para nós e uma maravilhosa motivação para o duelo contra o Milan", disse Hitzfeld, após saber da decisão do Comitê de Disciplina da Uefa.O próprio Van Bommel também se mostrou aliviado. "Não esperava outra coisa, mas tenho que admitir que durante uma semana estava com receio", disse o jogador.A Uefa, após a expulsão de Van Bommel por acúmulo de cartões amarelos na partida de volta contra o Real Madrid, havia inicialmente punido o holandês por duas rodadas.A suspensão normal seria de uma partida, mas a Uefa decidiu aumentar a punição porque o jogador estava em uma espécie de ´liberdade condicional´ após o incidente no jogo de ida contra o Real Madrid.Na ocasião, o meia comemorou o segundo gol do Bayern dando uma ´banana´ para a torcida em frente à tribuna do Santiago Bernabéu. O gesto custou a Van Bommel uma multa e uma punição simbólica de uma partida que, no entanto, só seria aplicada caso o holandês fosse reincidente em condutas parecidas.Após a expulsão na partida de volta e a suspensão anunciada pela Uefa - de uma partida pela expulsão propriamente dita e outra por reincidência - o Bayern apresentou um recurso alegando que o ocorrido em Munique não tinha relação com a atitude do jogador em Madri.O Bayern terá de esperar também a solução do caso do goleiro Oliver Kahn e do zagueiro Lúcio que teriam "violado as regras elementares do bom comportamento" durante o controle de doping após o jogo de volta contra o Real. Os casos de Kahn e Lúcio serão estudados pela Uefa nesta quinta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.