Uwe Anspach / AFP
Uwe Anspach / AFP

Bayern de Munique demite técnico Niko Kovac após goleada para o Frankfurt

Equipe está em quarto lugar no Campeonato Alemão, quatro pontos atrás do líder, e enfrenta o Borussia Dortmund no próximo sábado

Redação, Estadão Conteúdo

03 de novembro de 2019 | 18h18

O Bayern de Munique anunciou neste domingo a demissão do técnico Niko Kovac. A decisão sucede a goleada sofrida pelo time bávaro por 5 a 1 para o Eintracht Frankfurt, no sábado, pelo Campeonato Alemão. Segundo informou o Bayern de Munique, a decisão foi tomada em comum acordo entre o treinador, o presidente do clube, Uli Hoeness, o CEO Karl-Heinz Rummenigge, e o diretor esportivo Hasan Salihamidzic.

"O desempenho de nossa equipe nas últimas semanas e os resultados nos mostraram que havia necessidade de ação", afirmou Karl-Heinz Rummenigge, que é um dos maiores jogadores da história do clube. "Todos lamentamos o que aconteceu. Gostaria de agradecer a Niko Kovac, em nome do FC Bayern, por seu trabalho", completou.

Niko Kovac foi contratado pelo Bayern no começo da temporada passada após um bom trabalho pelo Eintracht Frankfurt, equipe que, ironicamente, acabou ocasionando a sua demissão com o 5 a 1 aplicado no último jogo. "Acho que esta é a decisão correta para o clube no momento. Os resultados e a forma como jogamos recentemente me levaram a essa decisão. Meu irmão Robert e eu gostaríamos de agradecer ao FC Bayern pelos últimos 18 meses", declarou Kovac.

Em pouco mais de um ano no time bávaro, o técnico croata conquistou três títulos: a Supercopa da Alemanha, a Copa da Alemanha e o Campeonato Alemão. Ele deixou o Bayern na quarta colocação do torneio nacional, com 18 pontos, quatro a menos que o líder Borussia Mönchengladbach. As atuações nesta temporada estão longe de encantar como fizera anteriormente no campeonato, do qual é o atual heptacampeão

Ainda sem um novo treinador, quem vai comandar a equipe interinamente é o técnico adjunto Hansi Flick. Ele deve ficar à frente do time alemão em dois desafios importantes: o duelo contra o Olympiacos, da Grécia, na quarta-feira, pela Liga das Campeões, e o Borussia Dortmund, no sábado, pela 11ª rodada do Alemão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.