Arquivo/AE
Arquivo/AE

Bayern de Munique diz que Ribéry vale 100 milhões de euros

Dirigente quer francês atuando como Maradona, Pelé, Cruyff ou Zidane e não garante não vender ao Real

EFE

19 de agosto de 2009 | 13h59

Uli Hoeness, representante do Bayern de Munique, coloca o meia francês Franck Ribéry na categoria de Diego Maradona e, embora insista em que o clube nunca pensou em vendê-lo, avalia o jogador em 100 milhões de euros (cerca R$ 260 milhões).

Veja também:

especial Mercado: as transferências dos times

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

 

"Na lateral esquerda, sempre será um grande jogador. Para ser um 'grande' tem que jogar no centro, como fizeram Maradona, Pelé, Johan Cruyff e Zinedine Zidane. Franck pode ficar nessa categoria e superaria inclusive Lionel Messi ou Cristiano Ronaldo", afirma Hoeness, em entrevista à revista Sport Bild.

 

O representante do clube alemão insiste em que o Bayern não quer se desfazer do jogador, mas diz que, internamente, definiram que o preço para negociar uma transferência era de 100 milhões de euros.

 

"Se o Real (Madrid) tivesse colocado esse número sobre a mesa, teríamos tido um sério problema", afirma. Para a sorte de todos, diz, não aconteceu essa oferta, nem por parte do Real Madrid nem de outro clube.

 

As dúvidas sobre a permanência de Ribéry durou semanas e ameaçou gerar um conflito interno, por causa das críticas de Franz Beckenbauer ao jogador, a quem atribuía falta de compromisso com o clube alemão, por supostamente estar com a cabeça na equipe espanhola.

 

Após várias trocas de declarações, o próprio Ribéry esclareceu há alguns dias que nunca quis ir ao Real Madrid e que pretendia ficar no Bayern.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.