Michael Dalder/Reuters
Michael Dalder/Reuters

Bayern de Munique só libera Ribéry por 94 milhões de euros

'Ele está no mesmo nível de Cristiano Ronaldo, Messi e Kaká', disse o dirigente alemão Franz Beckenbauer

EFE

29 de julho de 2009 | 10h26

O presidente do conselho de vigilância do Bayern de Munique, Franz Beckenbauer, deu a entender que estaria disposto a deixar o meia francês Franck Ribéry sair se alguém estiver disposto a pagar os 94 milhões de euros (cerca de R$ 250 milhões) que o Real Madrid desembolsou pelo atacante português Cristiano Ronaldo.

 

Veja também:

especial Mercado: as transferências dos times

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Por que o Bayern tem que presentear com Ribéry? Queremos tirar o que dê o mercado. E se Cristiano Ronaldo vale 94 milhões de euros, Ribéry tem um valor semelhante, porque Ribéry, Ronaldo, Messi e talvez Kaká são atualmente os melhores jogadores da Europa", diz Beckenbauer, em entrevista publicada na revista Sport Bild.

 

"Se ninguém estiver disposto a pagar essa quantia, ele fica conosco, afinal de contas, tem um contrato até 2011", acrescenta.

 

Apesar de na entrevista Beckenbauer reclamar do assédio em torno do jogador francês e afirmar que o debate prejudica o trabalho do treinador, "que quer preparar sua equipe tranquilamente", suas declarações acabam alimentando a controvérsia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.