Hannibal Hanschke/Reuters
Hannibal Hanschke/Reuters

Bayern de Munique vence Union Berlin fora e mantém vantagem na ponta do Alemão

Time bávaro fica quase dois meses sem jogar, mas recupera boa fase e engata 12 jogos de invencibilidade

Redação, Estadão Conteúdo

17 de maio de 2020 | 15h26

Pressionado pelo vice-líder Borussia Dortmund, o Bayern de Munique fez sua parte e derrotou o Union Berlin por 2 a 0 neste domingo, fora de casa. O time bávaro não foi brilhante, mas se mostrou seguro na partida e, com o triunfo, manteve a vantagem de quatro pontos na ponta do Campeonato Alemão.

O Bayern vinha em seu melhor momento na temporada antes da paralisação do torneio por conta da pandemia do novo coronavírus. O time bávaro parece não ter sentido, ao menos por enquanto, o período de mais de dois meses sem jogos, já que conseguiu manter a boa fase. Chegou a 12 jogos sem perder, considerando as partidas antes da suspensão do campeonato, e foi a 58 pontos, na liderança isolada da competição. O Union Berlin tem 31 pontos e ocupa o 11º posto.

A maior parte das regras impostas pelo protocolo sanitário estabelecido pela liga alemã em razão do coronavírus foram respeitadas na partida. Os jogadores mantiveram certa distância nas comemorações dos gols e se cumprimentaram formalmente após o apito final, com toques de cotovelo.

O atual heptacampeão nacional não teve uma grande exibição em Berlim como vinha mostrando antes da pausa. No entanto, o "novo normal" do Bayern é muito parecido em termos de resultado, já que a equipe continua sem perder.

O que também não mudou foi o faro de gol do centroavante Robert Lewandowski. Foi dele o primeiro gol da partida, anotado de pênalti, aos 39 minutos da etapa inicial. O polonês é o artilheiro isolado da competição, com 26 gols. Em toda a temporada, já balançou as redes 40 vezes, marca que atingiu pela quinta vez consecutiva. Antes, aos 18 minutos, Müller havia aberto o placar, mas o gol foi anulado após checagem do VAR, que o viu em posição de impedimento.

Na etapa final, o time treinado por Hansi Flick foi ainda mais superior e fechou a conta com Pavard. Após cobrança de escanteio de Kimmich, o lateral-direito francês subiu mais alto do que a zaga adversária e marcou de cabeça, aos 35 minutos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.