Michael Dalder / Reuters
Michael Dalder / Reuters

Bayern e RB Leipzig deixam escapar vitórias no fim e tabela continua embolada

Ambos os times têm 15 pontos e estão atrás de Wolfsburg e Borussia Mönchengladbach

Redação, Estadão Conteúdo

19 de outubro de 2019 | 13h23

A disputa pela liderança do Campeonato Alemão continua absolutamente equilibrada, com o primeiro lugar mudando de posição a cada instante. Bayern de Munique e RB Leipzig, por exemplo, acabaram deixando escapar suas vitórias, neste sábado, nos minutos finais de suas respectivas partidas, contra Augsburg e Wolfsburg, e tornaram a luta na parte de cima da tabela ainda mais embolada.

Ambas as equipes almejavam chegar ao primeiro lugar na classificação ao fim da oitava rodada, mas continuam com desempenhos similares, agora com 15 pontos, permitindo que o Wolfsburg, que chegou aos 16, se mantivesse à frente dos dois adversários. Já o Augsburg continua na parte debaixo da tabela, com apenas seis pontos.

Os bávaros, que haviam perdido em casa para o Hoffenheim na rodada anterior, acabaram cedendo o empate, fora de casa, ao Augsburg, com placar que acabou em 2 a 2. Já o time do leste alemão vinha de um empate por 1 a 1 visitando o Bayer Leverkusen e repetiu, neste sábado, o placar, desta vez em seus domínios, diante do Wolfsburg.

O Bayern esteve muito perto de um triunfo de virada depois que o time comandado por Niko Kovac saiu perdendo logo a um minuto de partida. A reação não demorou muito a ocorrer, com o artilheiro polonês Robert Lewandowski deixando tudo igual aos 14.

No início da etapa final, Serge Gnabry marcou para o time heptacampeão alemão aos quatro minutos. Só que, nos acréscimos, o islandês Alfred Finnbogason ainda tinha uma surpresa reservada para os visitantes, deixando tudo igual novamente.

Em Leipzig, a vitória dos anfitriões também parecia encaminhada quando Timo Werner abriu o placar aos nove do segundo tempo. Mas as expectativas da torcida local foram frustradas a oito minutos do fim do tempo regulamentar, com gol de Weghorst.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.