Bayern garante: não vai liberar Élber

O Bayern de Munique continua firme em sua posição de não ceder os jogadores Pizarro e Élber para participarem da Copa América pelas suas respectivas seleções. O gerente do clube, Uli Hoennes, chamou hoje o torneio de ?caça níqueis?, e disse que ele não tem valor esportivo algum. ?Os jogadores estão aqui e aqui vão ficar?, afirmou o dirigente. ?Nem pensamos na possibilidade de sanções por parte da FIFA?, acrescentou.O Bayern não quer ceder seus jogadores alegando problemas de segurança na Colômbia, e pelo fato da convocação dos jogadores ter sido feita em cima da hora. Pizarro concorda com a decisão do seu clube, mas Élber disse ontem estar indignado, pois considera a Copa América sua última chance de garantir uma vaga na seleção que disputará a Copa em 2002. ?Eu entendo o Élber, mas se ele levar um tiro na cabeça, também não disputará o Mundial?, argumentou Hoennes.Hoennes também criticou as questões desportivas da Copa América. ?É uma irresponsabilidade levar jogadores para disputar um torneio, se eles mal terminaram suas férias. Somos nós que pagamos e treinamos os atletas, portanto não nos interessa que o Élber se desgaste nesta competição por falta de descanso.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.