Martin Meissner/AP
Martin Meissner/AP

Bayern leva 2 gols em 1min, mas Lewandowski põe time na final da Copa da Alemanha

Polonês salva time de Munique de tropeço contra o Werder Bremen marcando duas vezes fora de casa

Redação, Estadão Conteúdo

24 de abril de 2019 | 18h26

Após abrir 2 a 0 no placar, o Bayern de Munique levou um grande susto ao tomar dois gols em um intervalo de apenas um minuto e ver o Werder Bremen empatar o jogo de forma surpreendente no segundo tempo nesta quarta-feira. Porém, garantiu a sua classificação à final da Copa da Alemanha com uma vitória por 3 a 2, na casa do rival, graças a um gol de pênalti de Robert Lewandowski. Decisivo, o atacante polonês já havia aberto o placar do duelo para a equipe bávara.

Com o triunfo, o Bayern avançou para encarar na decisão o RB Leipzig, que na última terça-feira assegurou lugar na luta pelo título ao bater o Hamburgo por 3 a 1, também atuando como visitante, na outra semifinal da competição.

Disparado o maior campeão da história da Copa da Alemanha, o clube de Munique buscará o seu 19º título do torneio, que a equipe conquistou pela última vez na temporada 2015/2016, quando superou o Borussia Dortmund nos pênaltis após empate por 0 a 0.

A final será no dia 25 de maio, no Estádio Olímpico de Berlim, onde o RB Leipzig disputará pela primeira vez o confronto que vale este troféu. Já o Werder Bremen, segundo maior vencedor desta competição, com seis taças, viu acabar nesta quarta-feira o sonho de lutar pelo heptacampeonato.

Desta forma, o Bayern defenderá a sua enorme tradição e seu favoritismo nesta final. Porém, o time não vem apresentando um futebol confiável e se garantiu na briga pelo título após enfrentar grandes e surpreendentes apuros. Nas quartas de final, diante do modesto Heidenheim, da segunda divisão alemã, a equipe já havia tomado quatro gols, em Munique, e sofreu para vencer por 5 a 4.

Agora, diante de um Werder Bremen que hoje ocupa a oitava posição do Campeonato Alemão, o Bayern abriu o placar aos 36 minutos do primeiro tempo. Após receber cruzamento da direita, Müller, mesmo com pouco ângulo pelo lado esquerdo da grande área, conseguiu acertar uma cabeçada que encobriu o goleiro Pavlenka e acertou a trave. No rebote, a bola sobrou para Lewandowski, que só teve o trabalho de completar para as redes.

E os visitantes se viram ainda mais perto da vaga na final ao ampliarem o placar aos 18 minutos do segundo tempo. Depois de um chute cruzado da direita de Goretzka, Müller recebeu a bola perto da marca do pênalti, dominou e finalizou para as redes.

O que se desenhava com uma vitória tranquila, porém, se transformou em um incrível empate em um intervalo de apenas um minuto. Aos 29, após invadir a grande área pelo lado direito, o kosovar Milot Rashica cruzou para o meio da área, a defesa do Bayern deu bobeira na marcação e o japonês Yuya Osako bateu de primeira para descontar.

Na sequência do gol, o time de Munique voltou a falhar ao perder a bola após a reposição da bola em jogo no meio-campo e viu o Werder puxar um rápido contra-ataque. Em velocidade, Rashica se livrou de um marcador, invadiu a grande área e finalizou cruzado para a bola bater na trave direita do goleiro Ulreich e entrar, aos 30, fazendo explodir de alegria os torcedores no Weserstadion.

Entretanto, a euforia durou apenas cinco minutos, pois o Bayern chegou ao terceiro gol aos 30 minutos, com Lewandowski convertendo um pênalti cuja marcação revoltou os jogadores do time da casa. O árbitro Daniel Siebert considerou que Selasie fez falta em Coman em uma disputa dentro da grande área e apontou para a marca penal. Apesar das reclamações, a penalidade foi confirmada sem que o juiz sequer tenha acionado a arbitragem de vídeo (VAR) para ter certeza de que tomou a decisão certa.

O gol foi o desafogo que o Bayern precisava para garantir a vitória. E o triunfo vem em um momento no qual a equipe briga rodada a rodada com o Borussia Dortmund pela liderança do Campeonato Alemão nesta reta final da competição. No domingo, a equipe encara o Nuremberg, fora de casa, pela 31ª rodada de um total de 34. No topo da tabela, o time está um ponto à frente da equipe de Dortmund, que no sábado encara o Schalke 04, em casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.