Bayern vence Real Madrid por 2 a 1

O Bayern de Munique novamente mostrou força em momento de definição. O time alemão derrotou o Real Madrid por 2 a 1, nesta quarta-feiras à noite, no Estádio Olímpico, e faz a final da Copa dos Campeões com o Valencia, dia 23, no Estádio Giuseppe Meazza, em Milão. A equipe espanhola, atual campeã européia, perdeu assim oportunidade de repetir a decisão doméstica do ano passado.O Bayern entrou em campo com a vantagem de ter vencido por 1 a 0, na semana passada, no Estádio Santiago Bernabéu. Em apenas três minutos, teve duas chances de gol. Na terceira, aos 8 minutos, não desperdiçou e o centrovante Élber marcou para o líder do Campeonato Alemão. O brasileiro havia feito também o gol decisivo em Madri e mostrou recuperação total da artroscopia a que se submeteu no dia 20 de abril, para corrigir problema no joelho direito.O Real precisou partir para o ataque e teve um momento de ilusão aos 18 minutos, com o gol de empate do português Luís Figo, ao aproveitar passe de Raúl. A alegria espanhola acabou aos 34, quando Jeremies chutou forte, rasteiro, de fora da área, e marcou o segundo gol.O Real Madrid pressionou na fase final, foi para cima, pois só conseguiria a classificação com vitória por 3 a 2. Mas esbarrou em seu nervosismo e na boa marcação do Bayern. "Felicito nosso adversário por chegar à final", afirmou o técnico Vicente del Bosque. "O Bayern jogou bem, provou ser eficiente em seu sistema defensivo", emendou. "Além disso, o gol de Jeremies derrubou meu time."Ottmar Hitzfeld, técnico do Bayern, festejou a vitória com moderação, mas sem modéstia. "Temos uma equipe que sabe defender-se, mas que também sai para o ataque", lembrou. "Poderíamos ter feito outros gols e criamos chances."O único temor do Bayern é de que possa ser surpreendido, como ocorreu dois anos atrás, na final com o Manchester United, em Barcelona. O time alemão vencia por 1 a 0 e permitiu a reação nos descontos. Nesta quarta-feira, a imprensa do país anunciou que a multinacional Adidas comprou 10% das ações do clube.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.