BC vai apurar irregularidades da CPI

O presidente do Banco Central, Armínio Fraga, recebeu hoje do presidente da CPI do Futebol, senador Geraldo Althoff (PFL-SC), o relatório final da comissão, onde estão relacionados possíveis casos de evasão de divisas na compra e venda de jogadores para o exterior. Uma das transações suspeitas citadas pelo relatório foi a venda, em 1997, de Edmundo, então jogador do Vasco, para o Fiorentina da Itália, por US$ 8 milhões. Armínio disse a Althoff que as investigações da comissão lhe interessaram não apenas como torcedor do Fluminense, mas também como dirigente da instituição. O BC colocou dois auditores à disposição da comissão. Recebeu em troca dados sobre operações irregulares realizadas por presidentes de clubes, federações e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O relatório da CPI também será entregue à presidente do Conselho de Controle de Atividades Financeira (Coaf), Adrienne Senna. Cabe a ela providenciar a força-tarefa de combate à lavagem de dinheiro fora do País. O trabalho é desempenhado pela Presidência da República e ministérios da Fazenda, Justiça e das Relações Exteriores com a ajuda de órgãos internacionais que mantêm convênios com o Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.