Bebeto de Freitas fala sobre salários

Um dia depois de o técnico do Botafogo, Paulo César Gusmão, pedir à diretoria que acertasse a dívida salarial com os jogadores antes de reforçar a equipe, o presidente Bebeto de Freitas se reuniu com o elenco, por 30 minutos, para explicar as razões do atual caos financeiro do clube. O dirigente deixou bem claro que concorda plenamente com a reivindicação do novo treinador alvinegro. E disse também que confia no trabalho de PC Gusmão. "Se ele fez essa colocação, claro que teve o meu apoio. Não vejo o menor problema do profissional reclamar que não está recebendo", declarou Bebeto de Freitas, lamentando "que existem fatos que não condizem com a realidade". "O clube deve um em vez de dois meses de salário, pois efetuamos o pagamento no dia 20".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.