Beckenbauer mostra bola da final da Copa e reclama da Fifa

O ex-jogador Franz Beckenbauer, presidente do Comitê Organizador da Copa do Mundo, apresentou nesta terça-feira a bola que será usada na final do Mundial, no dia 9 de julho, em Berlim. Ela se chama "Teamgeist Berlim", e é praticamente igual à bola que será usada durante todo o torneio, à exceção dos gomos dourados."A final da Copa do Mundo é uma ocasião especial para jogadores, técnicos e torcedores de todo o mundo. Uma bola especial para o jogo mais importante em quatro anos é uma boa idéia", afirmou o "Kaiser".Não será apenas a bola da final que será especial. As outras que forem utilizadas na Copa do Mundo da Alemanha também terão novidades. Pela primeira vez, elas serão personalizadas para cada jogo, com os nomes das seleções envolvidas, do estádio, a data e o horário da partida. CríticasMas Beckenbauer não foi apenas elogios durante a cerimônia de apresentação da bola, em frente ao Portão de Brandemburgo, um dos cartões postais de Berlim, que como sempre estava lotado de turistas.O campeão mundial como jogador (1974) e técnico (1990) também reclamou do excesso de críticas que a Fifa vem fazendo à organização do evento. "Eles tem críticas a tudo o que fazemos, e são completamente supérfluas", disse Beckenbauer. "A Copa poderia começar amanhã, se fosse preciso."O presidente da Fifa, Joseph Blatter, atacou recentemente o sistema de venda de ingressos criado pelos organizadores, e disse que a Fifa vai tomar conta disso nos próximos Mundiais. Beckenbauer declarou que esse tipo de assunto é secundário. "Tudo isso vai desaparecer assim que pudermos prestar atenção no principal, que é o futebol."

Agencia Estado,

18 de abril de 2006 | 09h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.