Beckenbauer prevê tempos difíceis para Klinsmann

"Tudo o que acontece agora com a seleção nacional e com Jürgen Klinsmann näo é nada, näo é nem um vento. Isso é apenas uma brisa em comparação com o que pode acontecer com eles na Copa do Mundo?, alertou, nesta quinta-feira, ao Serviço Alemão de Informações de Esporte, em Munique, o maior ídolo do futebol alemão e presidente do Comitê Organizador do Mundial, Franz Beckenbauer.O Kaiser voltou a criticar a ausência de Klinsmann no workshop da Fifa, em Düsseldorf, no início da semana. "Fiquei chocado ao saber que a Fifa convidou todos os técnicos e todos estavam lá, apenas o treinador da Alemanha näo. Isto é um mau comportamento?, declarou Beckenbauer.O presidente do Comitê também se intrometeu, pela primeira vez, na atuação de Jürgen Klinsmann dentro do campo com a seleção. Beckenbauer alertou o treinador para que pense bem ao escolher Jens Lehmann no lugar de Oliver Kahn para atuar no gol da equipe na estréia contra a Costa Rica, daqui a 92 dias, em Munique. "Sem Kahn, os torcedores alemães podem, ao lado dos torcedores estrangeiros, torcer contra a Alemanha. Peço para que ele faca uma reflexão, pelo esporte", concluiu o Kaiser.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.