Beckenbauer sonha com a Uefa

O alemão Franz Beckenbauer anunciou, nesta terça-feira, que poderá ser o substituto do sueco Lennart Johansson na presidência da Uefa em 2006. Mas, por enquanto, o capitão da seleção alemã na Copa de 1974 e técnico da Alemanha no Mundial de 1990, afirmou estar concentrado nos seus trabalhos como presidente do Comitê Organizador da Copa de 2006, que terá como sede a Alemanha.Segundo a agência de notícias SID, Beckenbauer terá como adversários o francês Michel Platini, o inglês Geoffrey Thompson (vice-presidente da Uefa) e o holandês Mathieu Sprengers (tesoureiro da entidade européia). "Eu me sinto muito honrado por estar entre os mencionados para a presidência da associação continental", afirmou o Beckenbauer, que como jogador atuou nas Copas de 1966, 1970 e 1974 (campeão). Como técnico, ganhou o Mundial de 1990.Recentemente a Uefa impôs um limite e 70 anos de idade para os membros dos comitês de organização. Desta forma, Johansson, que vai completar 75 no início de novembro, deverá se afastar em abril de 2006. "Existe um enorme interesse na Uefa que grandes jogadores do passado ocupem postos importantes e de responsabilidade", afirmou William Gaillard, diretor de comunicações da entidade européia, em Frankfurt.Beckenbauer tem o apoio de Joseph Blatter, presidente da Fifa. "Sua função no Comitê Organizador do Mundial termina em 2006, ano da eleição para a presidência da Uefa", afirmou Blatter, em entrevista concedida em abril passado. "Confio nele para ocupar o cargo, apesar das intenções de Michel Platini", reforçou o dirigente.Platini, que é membro do Comitê Executivo da Fifa, nunca escondeu sua ambição. "Quero ser presidente da Uefa", afirmara em abril de 2002, após ser eleito no Comitê Executivo. Como jogador, Platini disputou as Copas do Mundo de 1978, 1982 e 1986. Sua maior conquista foi o campeonato europeu em 1984.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.