Beckham tomou iniciativa de negociar com Milan, diz dirigente

Adriano Galliani afirmou que meia ficará por dois ou três meses no clube e depois retornará ao LA Galaxy

Reuters

27 de outubro de 2008 | 08h24

O chefe-executivo do Milan, Adriano Galliani, disse nesse domingo que foi o jogador David Beckham quem entrou em contato com o time italiano para conversar sobre a possibilidade de ser emprestado ao Milan, e não o contrário. Veja também: Campeonato Italiano - Classificação, calendário e resultados Gol do meia Kaká garante a vitória do Milan por 1 a 0 Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão Caso o acordo seja fechado, o meia do Los Angeles Galaxy vai se juntar ao clube da Série A em um empréstimo de curto prazo, a partir de janeiro. Seu objetivo é uma tentativa de continuar no páreo por um lugar na seleção inglesa durante o intervaldo de temporadas dos Estados Unidos. "A história do Beckham veio dele. Foi o jogador inglês que fez seus advogados ligarem para a gente, decidindo jogar no Milan", disse Galliani à emissoria de televisão RAI. "Beckham, muito provavelmente, estará conosco desde o começo de janeiro e ficará por dois ou três meses, depois voltará. Ele não está vindo de forma definitiva". (Por Mark Meadows)

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBeckhamAC MilanLA Galaxy

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.