Damir Sagolj/Reuters
Damir Sagolj/Reuters

Belga Meunier diz que 'jogar pelo 3º lugar é difícil, mas não perda de tempo'

Lateral pede foco para que a Bélgica conquiste a vitória e consiga 'fazer história'

Estadão Conteúdo

12 Julho 2018 | 14h46

A cada Copa do Mundo, duas seleções ficam com a sensação amarga de jogar a disputa de terceiro lugar após caírem nas semifinais. Na Rússia, em 2018, caberá a Bélgica e Inglaterra fazerem este confronto, sábado, em São Petersburgo. Do lado belga, o lateral Meunier admitiu a dificuldade de encontrar motivação para a partida, mas garantiu que quer vencê-la.

+ Escolha os melhores jogadores da Copa do Mundo por posição

+ Kompany projeta terceiro lugar histórico da Bélgica contra a Inglaterra

+ Saiba quais são os uniformes escolhidos pela Fifa para a final e a decisão de 3º lugar

"É difícil jogar uma partida para ficar em terceiro, mas isso é o futebol e vamos lidar da melhor forma possível", declarou o lateral em entrevista coletiva nesta sexta-feira. "O terceiro lugar não é uma perda de tempo. É uma partida que queremos jogar e ganhar."

A Bélgica caiu nas semifinais para a França e perdeu a chance de fazer sua primeira final de Copa da história. Agora, porém, pode alcançar sua melhor colocação em um Mundial. Afinal, da outra vez que chegou às semifinais, caiu na disputa de terceiro e quarto para a França, em 1986.

 

"Quero fazer história com a Bélgica e ficar em terceiro. A Inglaterra também vai querer o terceiro lugar, mas acho que estamos melhores", considerou. "Temos que respeitar os ingleses. Mas, acima de tudo, a nós mesmos. Por isso, queremos vencer no sábado e terminar em terceiro."

Na primeira fase, os belgas levaram a melhor sobre os ingleses em um confronto no qual ambos entraram em campo com seus reservas. "A verdade é que já vencemos a Inglaterra antes. Então, queremos voltar a vencê-los, mas esta será uma partida diferente", considerou Meunier.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.