Benazzi assume comando do Bragantino na Série B

Treinador entra no lugar de Roberto Cavalo, que foi demitido após sofrer quatro derrotas consecutivas

O Estado de S. Paulo

29 de agosto de 2012 | 18h29

BRAGANÇA PAULISTA - Vágner Benazzi foi apresentado na tarde desta quarta-feira como novo técnico do Bragantino. Ele chega para substituir Roberto Cavalo, que não resistiu a quatro derrotas consecutivas, e terá a missão de evitar o rebaixamento no Campeonato Brasileiro da Série B - o time está com apenas 15 pontos, na 18ª colocação.

"Não existe esta palavra rebaixamento no meu vocabulário. Vamos trabalhar para somar pontos e sair logo das últimas posições. Vou avaliar o elenco e vai ficar quem estiver disposto a dar o sangue pelo time. É claro que vou trazer três ou quatro jogadores para reforçar o elenco", comentou Benazzi.

Junto com o novo treinador foi apresentado o auxiliar Darci, ex-zagueiro que passou por muitos clubes do interior paulista, como São José e Guarani, nas décadas de 70 e 80. Os dois foram companheiros na época de jogador. Benazzi era lateral-direito e passou por mais de uma dezenas de equipes, incluindo Portuguesa e Palmeiras.

A inesperada saída de Roberto Cavalo, que pediu demissão após a derrota para o CRB, na noite de terça-feira, no Estádio Nabi Abi Chedid, na abertura do segundo turno da Série B, mudou os planos da diretoria do clube. A delegação seguiria na manhã desta quarta para Santa Catarina, onde enfrenta o Criciúma na sexta, pela 21ª rodada. Mas o voo foi transferido para quinta, permitindo que Benazzi tenha pelo menos um contato com os jogadores.

"Vou manter a base que vinha jogando. Depois nós vamos mudando e acertando o time. Preciso de três ou quatro rodadas para colocar o trem nos trilhos. Mas vou precisar da ajuda de todos: dos jogadores, da diretoria e principalmente da torcida, além da imprensa", concluiu Benazzi.

O presidente do clube, Marco Chedid, comentou que a mudança de comando se fez necessária pelos resultados negativos. E lembrou que o time está "pagando um preço" pela demissão de Marcelo Veiga, que estava há cinco anos no comando do Bragantino e saiu para a chegada de Roberto Cavalo. "Uma mudança destas não é fácil. Estamos sofrendo um pouco, mas vamos superar este momento difícil", prometeu.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BBragantino

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.