Benazzi comemora manutenção do elenco na Lusa

'Antes, acabava o ano e a Portuguesa trocava trinta jogadores. Agora não', afirma o treinador

10 de janeiro de 2008 | 08h59

Nos anos em que esteve na segunda divisão, a Portuguesa sofreu com o desmanche da sua equipe ao final de uma temporada. Após o acesso à elite no Paulista e no Brasileiro - conseguiu ambos no ano passado -, o técnico Vagner Benazzi comemora as poucas mudanças no elenco para 2008. "Antes, acabava o ano e a Portuguesa trocava trinta jogadores. Agora, o alicerce da equipe está mantido e conseguimos sete reforços", disse o treinador, que está em Águas de Lindóia (SP), onde o time realiza a pré-temporada antes da estréia no Paulistão. Benazzi se mostra satisfeito com a permanência do jovem meia-atacante Diogo, estrela do time, e contratação de jogadores experientes, como o atacante Christian, ex-Inter e Corinthians, e o lateral-direito Zé Maria, revelado no Canindé e que retorna à casa depois de longos anos jogando na Europa. É com esses jogadores que Benazzi espera surpreender no Paulistão. A meta dele é chegar às semifinais. "Para nós, já seria uma boa campanha", admitiu o treinador. Sobre a estréia, contra o Santos, quarta-feira que vem, no Canindé, Benazzi está otimista. "Temos de jogar de igual para igual com o Santos", avisou o treinador da Lusa. "Todos os times da primeira divisão estão no mesmo nível."

Tudo o que sabemos sobre:
PortuguesaVagner Benazzi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.