Benazzi critica insatisfeitos e vai mudar Ponte Preta

Após duas partidas no comando da Ponte Preta, o técnico Vágner Benazzi começa a colocar na prática as promessas que fez na sua apresentação. Depois da derrota para o Barueri, no último sábado, o treinador abriu as portas do clube para aqueles que não estiverem comprometidos com o acesso à elite nacional. Atualmente, a Ponte é a sétima colocada, com 47 pontos, a quatro do G-4 - a zona de acesso.?Quem não estiver satisfeito ou achando que já está com a vida feita, não precisa ter vergonha para nos falar. Mas a Ponte Preta precisa de no mínimo 14 guerreiros, que se empenhem e entendam a importância que um acesso pode significar para a sua carreira e para este clube?, disse o técnico. Mas, para Benazzi, as mudanças não podem ficar somente fora de campo. ?Temos que mostrar atitude de time que quer subir?.Após repetir a formação nas partidas contra CRB e Barueri, o treinador estuda realizar mudanças para o confronto contra o Fortaleza, neste sábado, em Campinas. ?Agora que já comandei e analisei de dentro da Ponte uma partida fora e outra em casa, tenho condições de fazer alterações no grupo. Antes isto não era viável?, comentou.Três alterações serão forçadas. O zagueiro Gum, o volante Deda e o meia Renato estão suspensos. Gum e Renato receberam o terceiro cartão amarelo contra o Barueri. No último minuto da mesma partida, Deda foi expulso.Para a defesa, Marinho é o mais cotado. No meio-de-campo, Luciano Sorriso e Ricardo Conceição disputam a vaga de Deda, enquanto que André deve ganhar nova chance como titular. Ele agradou Benazzi no jogo-treino contra o Atlético Sorocaba na semana passada, vencido pelos reservas da Ponte por 1 a 0, com gol de Amauri. ?Já venho conversando muito com o André e ele está se empenhando. No jogo contra o Atlético Sorocaba vi um bom futebol dele e com certeza é uma boa opção?.Mas as mudanças podem não parar por aí. Completamente recuperado de uma lesão muscular que o afastou dos gramados durante um mês, o atacante Marcelo Soares vive a expectativa de formar a dupla de ataque com Luis Ricardo. Se isso acontecer, Leandrinho seria recuado para a meia e Willian iria para o banco de reservas. Estas mudanças podem ser testadas no jogo-treino contra o Paulínia, nesta quarta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.