EFE/PETER POWELL
EFE/PETER POWELL

Benzema e Vinícius Júnior mostram confiança em virada; Guardiola lamenta placar final

Resultado de 4 a 3 favorável ao Manchester City deixa jogadores do Real Madrid empolgados para duelo de volta, na capital espanhola

Redação, O Estado de S.Paulo

26 de abril de 2022 | 20h50

Após o grande jogo que abriu a fase semifinal da Liga dos Campeões, personagens de Manchester City e Real Madrid se disseram satisfeitos com o futebol apresentado e comemoram o fato de terem participado de um espetáculo, nesta terça-feira, no Etihad Stadium, em Manchester. O placar final de 4 a 3 deixa o confronto aberto para a partida de volta, que acontecerá na capital espanhola.

O atacante francês Karim Benzema novamente foi o principal destaque do Real Madrid. Autor de dois gols, sendo um de pênalti de cavadinha, o artilheiro valorizou o poder de reação demonstrado pelo time merengue e disse esperar que, com o apoio dos torcedores, conquistem a vaga para a final no Santiago Bernabéu.

"Uma derrota nunca é boa. Temos muito desejo de ganhar esta Liga dos Campeões, mas o importante é nunca abaixarmos a cabeça. Temos de ir ao Santiago Bernabéu e contar como nunca com a nossa torcida. Vamos fazer algo mágico: ganhar", iniciou Benzema, mostrando confiança.

Ele também comentou sobre a decisão de bater o pênalti de cavadinha. Cobrar uma penalidade máxima deste modo sempre é tido como um ato de muito risco. "Sempre coloco na cabeça que se você não cobra pênaltis, nunca erra. Tenho muita confiança em mim", ponderou o francês.

Vinícius Júnior novamente mostrou ao mundo seu potencial. Autor de um belo gol, que recolocou o Real Madrid na briga pela vaga na decisão, o brasileiro se disse contente pela postura do time e espera reverter a situação no jogo de volta.

"Corri muito e finalizei bem a jogada... Estou feliz pela atitude da equipe. Perdendo por 2 a 0, contra um grande time, que tem um ótimo treinador e saímos de cabeça erguida para fazer algo bom no jogo de volta. Sabemos que diante do City temos que nos sustentar. Acho que todos os torcedores do Real Madrid saem felizes daqui hoje, com duas equipes com uma mentalidade vencedora", explicou o atacante ex-Flamengo.

Do lado do Manchester City, o placar final deixou um gosto amargo. Atletas e comissão técnica sabiam do potencial da equipe e se mostraram decepcionados com a vitória por placar mínimo. Pep Guardiola enalteceu o jogo, mas disse que o time precisa corrigir falhas importantes para ir à decisão.

"Foi um jogo fantástico dos dois times. Fizemos muitas coisas boas, mas infelizmente sofremos três gols e poderíamos ter conseguido um placar melhor. Foi um jogo muito bom, mas há coisas que não vou analisar, isso cabe à imprensa", concluiu o treinador catalão.

Real Madrid e Manchester City voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, dia 04 de maio. Dessa vez o duelo será no estádio Santiago Bernabéu. Vitória merengue por placar simples leva o duelo para a prorrogação. Aos ingleses, por sua vez, basta um empate para voltarem à final.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.