Berezovski confirma encontro com Dualib

O magnata russo Boris Berezovski afirma que ainda não tomou uma decisão se irá investir no Corinthians. Em entrevista exclusiva à Agência Estado, o russo procurado por lavagem de dinheiro e fraude pela Justiça suíça e de seu país, confirmou que o presidente do time paulista, Alberto Dualib, foi a Londres tratar do assunto. Segundo ele, Dualib visitou sua família e propôs que ele fizesse parte do fundo (Media Sports Investments) que foi criado pelo iraniano Kia Joorabchian para participar do Corinthians.De acordo com Berezovski, Kia também teria procurado o empresário Badry Patarkatsishvili, dono do Dinamo de Tblisi, o campeão da Geórgia (ex-república soviética). A Agência Estado apurou que Patarkatsishvili também é procurado pela Justiça russa por irregularidades financeiras.Berezoviski inicialmente não queria falar. Só concordou ao ser comunicado que as informações sobre sua possível participação no Corinthians já estavam disseminadas no Brasil. A própria maneira de atender ao telefone mostra o cuidado que o russo tem com seus interlocutores. Ao receber a ligação, apenas murmurou e não emitiu uma só palavra antes de o jornalista se identificar e, irritado, exigiu saber como seu número de celular foi obtido. Eis os principais trechos da entrevista.Agência Estado - No Brasil, comenta-se que o senhor está por trás da MSI, que está negociando um investimento no Corinthians. O senhor confirma essa informação? Boris Berezovski - A história não é exatamente assim. Quem está investindo no futebol é um grande amigo meu, o Kia (Joorabchian), que criou um fundo para este negócio. Ele está buscando dinheiro para o Corinthians e para esse fundo. Por isso entrou em contato comigo.AE - Mas o senhor não participará desse investimento?Eu não sou tão ligado e interessado no futebol quanto o Kia. Ele me contactou para que eu participasse do fundo. De fato, me fez essa proposta. Mas eu não tomei uma decisão.AE - O senhor exclui qualquer participação nesse fundo no futuro?Ainda não estou em uma posição de comentar nada. O presidente do clube (Alberto Dualib) também esteve em Londres. Eu o conheci, conversamos, ele me apresentou a situação do clube, nós debatemos o assunto, mas eu nunca disse que estava acertado que eu investiria no time e essa é a minha posição no momento.AE - Então o senhor não pretende investir no futebol?Como eu disse, Kia está procurando dinheiro para o Corinthians. Sei que ele está em negociação com Badry Patarkatsishvili, o dono do time de Tblisi, que foi campeão nacional. Mas não sei dizer como andam essas negociações. Sei que Kia queria que ele participasse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.