Reprodução/La Gazzetta dello Sport
Reprodução/La Gazzetta dello Sport

Berlusconi admite interesse em Ibra e conversa com o PSG

Retorno do jogador sueco ao Milan está cada vez mais próximo

Estadão Conteúdo

18 Agosto 2015 | 10h57

O retorno de Zlatan Ibrahimovic para o Milan parece cada vez mais próximo de ser concretizado. O antigo desejo de repatriar o sueco ganhou força com as declarações do presidente do clube, Silvio Berlusconi, que admitiu as conversas com o Paris Saint-Germain e ainda revelou que os franceses já garantiram prioridade ao time italiano na negociação.

"Decidimos investir porque precisamos voltar às glórias do passado. Se o Paris Saint-Germain não se acertar com o Zlatan e ele sair, nós temos a palavra deles de que virá para nosso clube", declarou o dirigente em entrevista reproduzida nesta terça-feira pelo jornal La Gazzetta dello Sport.

Ibrahimovic acertou com o PSG e deixou o Milan em 2012, graças à crise enfrentada pelos italianos na época e que levaram o time a seguidas temporadas pífias no futebol local. Os problemas financeiros, no entanto, parecem ter sido sanados com a chegada de investidores tailandeses, que adquiriram 48% do clube no início de junho.

Outro ponto que facilitaria a chegada de Ibrahimovic ao Milan é a má impressão deixada pelo sueco na França na última temporada. Em março, o atacante foi flagrado ofendendo os franceses, dizendo que tratava-se de "um país de m...". "A permanência de Ibrahimovic na França é muito difícil, porque sua declaração teve uma repercussão muito negativa por lá", admitiu Berlusconi.

Além do atacante sueco, o dirigente admitiu que busca também um meia para a atual temporada. Mas o nome do possível novo reforço permaneceu em segredo. "O meio-campista? Estamos de olho para contratá-lo, é isso que vocês podem saber". De acordo com a imprensa italiana, trata-se de Roberto Soriano, da Sampdoria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.