Arquivo/AE
Arquivo/AE

Berlusconi contesta escalação de Leonardo no Milan

Dono do clube afirma que gostaria de ver Ronaldinho Gaúcho mais à frente na equipe italiana

Mark Meadows, Reuters

25 de agosto de 2009 | 09h28

O dono do Milan, Silvio Berlusconi, pode prejudicar a autoridade do treinador Leonardo antes do clássico local contra a Inter de Milão. Ele afirmou que discordou da escalação adotada pelo brasileiro, que assumiu recentemente o comando da equipe.

Veja também:

Italiano 2009/10 - tabela Classificação / Calendário / Resultados

especialITALIANO - Leia mais sobre o campeonato

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

O Milan venceu no sábado o Siena por 2 a 1, na sua estreia no Campeonato Italiano. Ronaldinho Gaúcho teve uma boa atuação, criando as jogadas para os atacantes Marco Borriello e Alexandre Pato, que marcou os dois gols.

Mas Berlusconi, que também é o primeiro-ministro e homem mais rico da Itália, disse que gostaria de ver Ronaldinho mais à frente no jogo do próximo sábado contra a Inter, atual campeã, que no domingo empatou em casa com o Bari por 1 a 1.

"Se eu estivesse escolhendo a escalação, jogaria com Clarence Seedorf na armação, Pato como principal atacante e Ronaldinho como segundo atacante", disse o dirigente numa entrevista na noite de segunda-feira ao canal de TV 7 Gold.

O recém-contratado atacante Klaas Jan Huntelaar estará disponível para o clássico, depois de cumprir contra o Siena uma suspensão que ele sofreu quando ainda jogava pelo Real Madrid.

A imprensa disse que a Inter está próxima de fechar a contratação do meia Wesley Sneijder, que atua no Real Madrid. Ele poderia estrear já no clássico contra o Milan, depois que o técnico José Mourinho questionou a forma física do ganense Sulley Muntari, que jejua durante o mês islâmico do Ramadã.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.