Berlusconi diz que o Barcelona pede demais por Ronaldinho

Presidente do Milan reclama e imprensa italiana cogita que o valor pedido é de cerca de R$ 132 milhões

EFE

23 de abril de 2008 | 09h41

O presidente do Milan, Silvio Berlusconi, afirmou nesta quarta-feira à emissora "Radio Radio" que o Barcelona "pede um valor excessivo" pelo meia-atacante brasileiro Ronaldinho Gaúcho. "Nós o queremos e ele quer vir para o Milan, mas o Barcelona pediu um valor que todos consideramos excessivo", declarou Berlusconi, confirmando assim a interrupção das negociações. Há poucos dias, o vice-presidente e chefe executivo do Milan, Adriano Galliani, explicou que não houve uma aproximação entre as posturas das duas equipes. "Nunca disse que estivéssemos próximos do Barcelona. Uma coisa é estar próximo do jogador e outra estar em relação à equipe", declarou. Segundo a imprensa esportiva italiana, o Milan oferece cerca de 20 milhões de euros (R$ 53 milhões) pela contratação de Ronaldinho Gaúcho e o lateral Gianluca Zambrotta, enquanto o Barça pede 50 milhões de euros (quase R$ 132 milhões) para liberar os dois.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.