Berlusconi promete "medidas drásticas"

Os incidentes registrados terça-feira no estádio San Siro, em Milão, na partida entre Inter x Milan pelas quartas-de-final da Liga dos Campeões da Europa, chamou a atenção do primeiro ministro italiano Silvio Berlusconi. Ele pediu que as autoridades policiais adotem medidas para frear a onda de violência que assola o futebol no país e prometeu tratar com ?mão pesada? os envolvidos neste tipo de incidente. ( Veja galeria de imagens)?Baseado nos relatórios, fica claro que existe risco de incidentes ainda piores e esse risco deve ser evitado a qualquer custo?, disse Berlusconi em um comunicado oficial. ?As autoridades já adotaram medidas preventivas, mas não está descartada a possibilidade de o governo recorrer a medidas drásticas, para conter a violência?, continua o comunicado.Revoltados com uma marcação do árbitro alemão Markus Merk, grupos de torcedores lançaram vários sinalizadores no gramado e um deles atingiu o ombro direito do goleiro Dida. O árbitro suspendeu o clássico por quase meia hora, para que fossem retirados os petardos e permitir que o brasileiro se recuperasse. Assim que resolveu recolocar a bola em jogo, mais rojões caíram no campo. Por considerar que não havia condições para prosseguir, o juiz decidiu encerrar o confronto 30 segundos depois. O Milan - que havia vencido o primeiro jogo por 2 a 1 - ganhava por 1 a 0 e deve ser declarado classificado para as semifinais.Além de multa, a Internazionale pode ser suspensa de competições européias ou ser obrigada a jogar com portões fechados. A Uefa se reúne na sexta-feira para tratar do assunto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.