Gilvan de Souza/ Flamengo
Gilvan de Souza/ Flamengo

Berrío diz que Fla almeja todos títulos, mas vê 'caminho curto' na Copa do Brasil

Equipe rubro-negra enfrenta o Santos na quarta-feira, no jogo de volta das quartas de final

Estadão Conteúdo

24 de julho de 2017 | 21h42

O elenco do Flamengo fez nesta segunda-feira à tarde o primeiro treino visando o duelo de volta das quartas de final da Copa do Brasil, na próxima quarta, contra o Santos, às 21h45, na Vila Belmiro, onde defenderá a boa vantagem de 2 a 0 que conquistou no confronto de ida do mata-mata, no último dia 28 de junho, no Rio. Após a atividade, o atacante Orlando Berrío disse que o time rubro-negro almeja conquistar os títulos de todas as competições nas quais está envolvido atualmente, mas ressaltou que o troféu da Copa do Brasil é o que hoje parece mais próximo de o clube faturar.

"A Copa do Brasil e o caminho mais curto, são menos jogos para sermos campeões. O pensamento que temos é sermos campeões de tudo que jogamos. O Campeonato Brasileiro ainda está em aberto. Faltam muitos jogos, ainda tem muita coisa para acontecer. Quanto à Copa do Brasil, estamos pensando como o campeonato mais importante porque é o próximo jogo que temos. Estamos focados em passar de fase e seguir em frente. Temos time para isso", afirmou o colombiano, em entrevista coletiva.

Caso avance à final da Copa do Brasil, o Flamengo vai realizar mais cinco partidas até o jogo de volta da decisão, enquanto ainda tem pela frente mais 22 embates pela frente neste Brasileirão e até o máximo de nove confrontos na Copa Sul-Americana, na qual está na segunda fase como virtual classificado às oitavas de final, pois goleou o Palestino por 5 a 2, no Chile, no duelo de ida do mata-mata.

E o time rubro-negro está focado agora apenas na partida de volta diante do Santos, na qual poderá perder por até um gol de diferença para avançar às semifinais. Já se marcar ao menos uma vez na Vila Belmiro, o time obrigará os santistas a terem de fazer quatro gols no mínimo para seguirem vivos na competição, tendo em vista o maior peso das bolas na rede fora de casa para efeito de desempate.

"Foi muito importante ganhar em casa por dois gols de diferença. Levar essa vantagem é muito importante nesses jogos de 180 minutos. Agora temos que ir à Vila Belmiro para selar a classificação. Temos um bom time e vamos com o pensamento de ganhar a partida", destacou Berrío, negando que os flamenguistas ficarão apenas jogando nos contra-ataques, abdicando de sua postura ofensiva.

Berrío, por sua vez, será titular do Flamengo nesta partida contra o Santos na qual o técnico Zé Ricardo não poderá escalar nomes como o meia Everton Ribeiro e o atacante Geuvânio, contratados recentemente e que não puderam ser inscritos a tempo para esta fase da Copa do Brasil. O mesmo vale para o zagueiro Rhodolfo e o goleiro Diego Alves, outros reforços que chegaram há pouco tempo.

"Creio que os quatro jogadores são muito bons, que contribuem bastante para nosso jogo. Conhecemos a classe do Everton Ribeiro, que nos ajudou muito na última partida, mas o Flamengo tem jogadores prontos para quando precisarmos deles. Infelizmente o Everton (atacante) teve uma gripe no jogo anterior, e eu estava pronto para jogar. O mais importante é o Flamengo, acima de qualquer jogador", disse o colombiano ao comentar a vitória por 2 a 1 sobre o Coritiba, no último sábado, no Rio, pela rodada passada do Brasileirão, na qual herdou de última hora uma vaga no time titular no lugar de Everton.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.