Gilvan de Souza/Chapecoense
Gilvan de Souza/Chapecoense

Berrío se emociona com retorno aos gramados e agradece torcida do Flamengo

Atacante sofreu lesão em outubro do ano passado e voltou a jogar na vitória contra a Chapecoense no sábado

Estadão Conteúdo

09 Setembro 2018 | 12h04

O atacante colombiano Orlando Berrío só teve o que comemorar após a vitória do Flamengo contra a Chapecoense por 2 a 0, no sábado, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, pelo Campeonato Brasileiro. Após sofrer lesão grave em outubro do ano passado, passou 10 meses em uma recuperação dura e longa. Aos 34 minutos do segundo tempo, o técnico Maurício Barbieri o chamou para entrar em campo e, aos gritos de "Berrío", diz ter vivido um momento único.

"Ontem (sexta-feira) durante o treino, ele (Barbieri) me perguntou como eu estava me sentindo e viu que estava treinando muito bem, melhorando. Aí ele me comunicou que iria me levar ao banco e que, se tivesse a oportunidade, iria me colocar para jogar. A decisão era dele e eu fiquei preparado desde a hora que fiquei sabendo da lista de relacionados. Foi muito emocionante", afirmou o jogador.

Relembrando o difícil processo de recuperação, Berrío se emocionou ao falar sobre o retorno. "Passou todo esse filme na minha cabeça. Mais de 10 meses que me lesionei. Tive que andar de muletas e não conseguia nem apoiar os pés no chão, fiz a cirurgia e foi um caminho muito longo. Graças a Deus voltei a vestir a camisa do Flamengo. Agradeço aos meus companheiros, aos membros da comissão técnica, minha esposa e minha filha. Elas foram muito importante nesse apoio para eu voltar aos campos", disse.

Ao iniciar o aquecimento, começou a escutar a torcida gritar o seu nome vindo das arquibancadas. "Foi muito emocionante cada vez que os torcedores gritavam: 'Berrío'. Para mim foi uma emoção muito grande. Por isso tive a responsabilidade e entrar deixando tudo por todos que acreditaram em mim. Vou trabalhar o dobro para seguir", exaltou Berrío.

Barbieri destacou a volta do atacante colombiano ao time. "Fico feliz pelo retorno do Berrío, todos comemoraram muito no vestiário. Essa volta reforça o bom trabalho que o CEP (centro médico) vem fazendo", afirmou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.