Betão diz que a culpa pela derrota é dele; Leão discorda

Jogador admite falhas, mas treinador e Kléber Pereira o inocentam e colocam a culpa no elenco santista

Redação, estadão.com.br

17 de fevereiro de 2008 | 20h58

Antes ovacionado por ter evitado um gol do Cúcuta pela Libertadores, o zagueiro Betão viveu, neste domingo, um dia 'infernal' ao errar nos dois lances que deram origem aos gols do Rio Preto, que venceu o Santos por 2 a 1.Veja também: Classificação Calendário / Resultados Santos perde para o lanterna do Paulistão e se complica de vez Humilde e pedindo paciência à torcida, o zagueiro admitiu sua culpa: "Eu peço desculpas, principalmente no primeiro lance. Eu tentei tirar a bola, mas errei. Eu sei que preciso melhorar."A atitude de Betão, no entanto, não foi compartilhada pelo técnico do time, Emerson Leão, que o isentou de qualquer culpa pela derrota santista. "O Betão é muito inteligente. Ele quer chamar uma atenção que não é só dele. Na Colômbia, quando evitou o gol, ele não saiu por aí dizendo que era o herói. Ele não quer colocar a culpa no elenco, mas todos tiveram sua parcela de culpa."Outro que apóia as palavras do treinador é o atacante Kleber Pereira. "Não podemos culpar ele [Betão] pela derrota. Na Colômbia, ele salvou a gente. O problema é de todos. Nós somos os culpados. Não é apenas um jogador que ganha ou perde jogo aqui. Temos que falar menos e jogar mais."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.