Betão é suspenso e desfalca seleção brasileira de futsal

Pivô só poderá voltar a entrar em quadra na decisão do torneio ou na disputa pelo terceiro lugar

Agência Estado,

15 de outubro de 2008 | 19h37

RIO - A seleção brasileira de futsal enfrentará a Rússia na quinta-feira, às 10h30, no Ginásio do Maracanãzinho, sem o pivô Betão, importante peça do esquema do técnico PC de Oliveira. Nesta quarta, ele foi julgado pela confusão no jogo com a Itália no último domingo, e suspenso por duas partidas.Veja também:Em duelo de artilharias, melhor defesa pode levar vantagem Mundial de Futsal - Classificação, calendário e resultadosGaleria de fotos - Trajetória da seleção brasileira nos MundiaisEspecial: Histórico do Brasil no MundialBetão já cumpriu a primeira partida de suspensão no jogo contra a Ucrânia, na terça-feira. Com isso, poderá voltar a defender a seleção brasileira de futsal na decisão ou na disputa do terceiro lugar - dependerá do resultado do jogo contra os russos.O auxiliar-técnico Marcos Sorato, o Pipoca, que teria iniciado a confusão, sofreu punição mais pesada: três jogos. A Rússia também não poderá contar com um seus pivôs. Sirilo está fora por lesão desde o primeiro jogo da segunda fase e não atua mais neste Mundial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.