Betão vai marcar o ídolo Edílson

O único jogador do Corinthians que atendeu a imprensa nesta segunda-feira, no Parque São Jorge, foi o zagueiro Betão, que vai substituir Ânderson contra o Vitória, punido com o terceiro cartão amarelo, quinta-feira, no Pacaembu. Será o primeiro duelo pelas quartas-de-final. Torcedor corintiano desde criança, Betão curtiu bastante a época em que o time contava com Edílson no seu ataque. Por ironia do destino, na quinta-feira Betão vai ter de enfrentar o seu ídolo. "O Edílson já me deu muitas alegrias. Espero que não me dê uma tristeza na quinta-feira." Betão já está se acostumando a entrar no time em situações adversas. No Campeonato Brasileiro do ano passado, teve pelo menos duas chances nas mesmas circunstâncias: assumiu a posição para marcar Dimba em grande fase, contra o Goiás; depois, pegou o Santos com Diego e Robinho no auge. "Parece que eu atraio. Sempre que tenho uma chance, calha de eu jogar contra um time embalado e tenho que marcar o melhor jogador daquela equipe." Betão sabe que não será fácil parar Edílson. O zagueiro corintiano acha que enfrentará as mesmas dificuldades que teve contra Robinho. "Os dois são jogadores parecidos: hábeis e com muita velocidade. O jeito é não dar espaço." Nesta segunda-feira, apenas os reservas treinaram no Parque São Jorge. Dos jogadores que atuaram em Minas, no empate por 2 a 2 com o Atlético-MG, apenas o meia Piá correu em volta do gramado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.