Bianchi anuncia despedida do Boca

Depois de três anos e meio à frente do comando do Boca Juniors, o argentino Carlos Bianchi anunciou nesta sexta-feira, em uma coletiva de imprensa, que vai deixar o cargo de técnico do time. A revelação surpreendeu a maioria dos jogadores que não sabia da decisão do treinador. ?Vivi muitas coisas maravilhosas no Boca, mas meu contrato se encerra impreterivelmente no dia 31 de dezembro deste ano?. El ´Virrey´ Bianchi, como é chamado pela imprensa argentina, não confirmou se as negociações para a renovação de seu contrato falharam, porém, não escondeu o sentimento de tristeza e de contrariedade ao declarar a sua decisão aos jornalistas.A carreira de Bianchi no Boca Juniors é gloriosa e repleta de títulos. Ele conquistou três torneios nacionais, duas Copas Libertadores da América em 2000 e 2001 contra o Palmeiras e foi campeão Intercontinental em 2000 ao vencer o Real Madrid por 2 a 1, em Tóquio. O time argentino ainda defende o bicampenato Intercontinental contra o Bayern Munich, no final do ano. Durante os quase quatro anos treinando o Boca, Bianchi comandou jogadores como os colombianos Serna e Córdoba, o zagueiro argentino Walter Samuel, o atacante Martín Palermo e o volante Juan Riquelme.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.