Divulgação
Divulgação

Mané Garrincha completaria 82 anos nesta quarta-feira

Ídolo defendeu a seleção brasileira durante 11 anos

O Estado de S. Paulo

28 de outubro de 2015 | 12h22

Há exatos 82 anos, no distrito de Pau Grande, em Magé, no Rio de Janeiro, nascia Manuel dos Santos, que seria eternamente conhecido no futebol como Mané Garrincha, um dos maiores jogadores do Brasil e do mundo em todos os tempos. Conhecido como 'O Anjo das Pernas Tortas', o ponta-direita da camisa 7 fez história na seleção brasileira e no Botafogo, por onde atuou por 12 anos.

Garrincha estreou pelo Alvinegro em 1953, aos 20 anos. Como existe muito mistério e poucos registros sobre sua trajetória, não se sabe ao certo quem o levou para fazer testes em General Severiano, mas é dito que o craque não demorou para impressionar ao aplicar uma série de dribles em Nilton Santos, o melhor lateral da época.

Muitos atribuem a distrofia física de Mané a um problema de nascença. Sua perna direita era incríveis seis centímetros mais curta do que a esquerda e ambas eram flexionadas para o lado esquerdo, enquanto Garrincha era destro. Alguns depoimentos também atribuem a característica a sequelas de uma poliomelite. Porém, o que se sabe é que, mesmo assim, o ponta se tornou um dos maiores dribladores da história do futebol.

Dois anos depois, estreou pela seleção brasileira e deu início a uma história de 11 anos com a camisa amarela. Participou do primeiro título mundial do Brasil em 1958 e foi fundamental no bicampeonato, em 1962, ao assumir o protagonismo após a lesão de Pelé. Os dois craques, aliás, jamais perderam um jogo atuando juntos pela seleção.

Deixou o Botafogo em 1965 e, no ano seguinte, teve sua última convocação para o Brasil. No final de sua carreira, rondou por diversos clubes: Corinthians, Portuguesa Santista, Junior Barranquilla (da Colômbia), Flamengo, Red Star 93 (da França) e Olaria. Encerrou a carreira aos 39 anos em meio a problemas com o alcoolismo. Morreu em 1983, aos 49 anos, em decorrência dos problemas com a bebida alcoólica. Neste 28 de outubro, vale lembrar a figura mística que representa Mané Garrincha para o futebol brasileiro e mundial.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolMané Garrincha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.