Bimundial de judô, Derly preside Frente Parlamentar de Esporte

Romário e Andrés Sanchez são vice-presidentes da iniciativa

Estadão Conteúdo

26 Março 2015 | 15h57

O deputado federal João Derly (PCdoB-RS) relançou nesta quinta-feira a Frente Parlamentar Mista de Esporte, que tem como presidente exatamente o ex-judoca bicampeão mundial de judô. Os vice-presidentes da iniciativa estão o senador e ex-jogador de futebol Romário (PSB-RS), que preside a Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado, e o ex-presidente do Corinthians Andrés Sanchez (PT-SP), em primeiro mandato como deputado federal.

A Frente fora criada em maio de 2007, pela então deputada federal Manuela D'Ávila (PCdoB-RS), no primeiro ano do seu mandato. Após quatro anos, foi relançada pelo deputado federal e ex-campeão mundial de boxe Acelino ''Popó'' Freitas (PRB-BA), que também começava sua passagem pela Câmara.

Agora a história se repete com Derly, que era vereador de Porto Alegre desde 2013 e que assumiu seu primeiro mandato como deputado federal pelo Rio Grande do Sul em fevereiro. "Como presidente da Frente, a coloco sempre aberta às boas ideias e ao debate entre pessoas com objetivo comum: o crescimento do esporte. Ela será o fórum de discussões e de proposições concretas em busca do desenvolvimento dos atletas e modalidades esportivas", promete o político.

O lançamento da Frente, na manhã desta quinta-feira, contou com a presença do ministro do Esporte, George Hilton (PRB-MG), que se comprometeu em ampliar o diálogo da pasta com o legislativo. "Em um primeiro momento, quero encurtar a distância entre o parlamento e o ministério. Assim teremos um pleno diálogo, sempre objetivando o esporte como agenda positiva", frisou Hilton.O ministro aproveitou o evento para pedir apoio dos deputados na aprovação do Sistema Nacional do Esporte. "O Sistema Nacional virá ao Congresso e faço um apelo. Pensem que nós estamos vivendo um ciclo virtuoso nos últimos 10 anos. Este período deve exigir do parlamento a defesa de um grande legado. Não só um legado material, de estrutura em todo país por meio da rede nacional de treinamento, mas do legado imaterial."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.