Bin Hamman diz que tem tantas chances quanto Blatter para presidir a Fifa

'Acho que tenho 50% de chances e espero que esta porcentagem cresça', declarou catariano

EFE

14 de abril de 2011 | 14h26

MADRI - O presidente da Confederação Asiática de Futebol, Mohamad Bin Hammam, rival de Joseph Blatter nas eleições para a presidência da Fifa, acredita que tem tantas chances quanto o suíço de conseguir o cargo no pleito do dia 1º de junho.

 

"Acho que tenho 50% de chances e espero que esta porcentagem cresça", garantiu o catariano. Bin Hammam confia que as pessoas queiram mudanças na presidência da Fifa.

 

"Não se trata de competir com alguém que esteve tanto tempo no cargo. A ideia é que muita gente queira uma mudança e novas ideias", disse.

 

O presidente da Confederação Asiática, de 61 anos, afirmou que todo o continente asiático "deveria apoiar este projeto asiático" para ganhar as eleições do dia 1º de junho e pôr fim a 13 anos de mandato de Blatter.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.